Rede de coautoria institucional em Ciência da Informação: uma comparação entre indicadores de rede e os conceitos CAPES

Autores

  • Bruno Henrique Alves Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília
  • Maria Aparecida Pavanelli Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília
  • Ely Francina Tannuri Oliveira Livre - Docente do programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Unesp/Marília

Palavras-chave:

Redes de coautoria. Indicadores de rede e conceitos CAPES. Centralidade de grau. Centralidade de intermediação. Centralidade de proximidade.

Resumo

Este estudo tem por objetivo apontar parcerias interinstitucionais em Ciência da Informação que se formam por meio da rede de coautoria. Mais especificamente, calcular os indicadores de centralidade de grau, centralidade de intermediação e de proximidade da rede institucional, e analisar as relações entre os conceitos CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – e os indicadores presentes na rede, verificando se existe proximidade e similaridade entre eles. Realizou-se um levantamento de todos os artigos publicados nos quatro periódicos da área de Ciência da Informação, no Brasil, com publicação regular, na base SciVerse Scopusentre 2010 e 2012. Foram recuperados 237 artigos, sendo 58 em coautoria, com 117 instituições participantes. Realizou-se também a análise das relações entre as instituições com maior conceito CAPES e o número de presentes na rede, por meio dos indicadores de centralidade. Concluiu-se que os indicadores de rede e os conceitos CAPES se articulam, compatibilizando-se essas duas categorias de indicadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Henrique Alves, Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília

Doutorando em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília, na linha de pesquisa "Produção e Organização da Informação", atuando nos seguintes temas: bibliometria, colaboração científica e análise de coautoria e indicadores de redes, desde 2008 participa do Grupo de pesquisa "Estudos Métricos em Informação" da UNESP/Marília.

Maria Aparecida Pavanelli, Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília

Doutoranda em Ciência da Informação pelo Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da UNESP/Marília, na linha de pesquisa "Produção e Organização da Informação", atuando nos seguintes temas: bibliometria, colaboração científica e análise de coautoria, indicadores de redes e patentometria, participa do Grupo de pesquisa "Estudos Métricos em Informação" da UNESP/Marília.

Ely Francina Tannuri Oliveira, Livre - Docente do programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista - PPGCI - Unesp/Marília

Livre-Docente na área de "Estudos Bibliométricos" a partir de setembro de 2013, pela Universidade Estadual Paulista Júlio de |Mesquita Filho. É Docente da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, atuando no âmbito da graduação e Pós-Graduação em Ciência da Informação. Tem experiência na área de Probabilidade e Estatística, com ênfase em Metodologias Quantitativas para a Ciência da Informação, atuando principalmente nos seguintes temas: metodologias estatísticas, estudos métricos, indicadores bibliométricos, avaliação da produção científica e redes de colaboração científica. Coordena o Grupo de Pesquisa "estudos Métricos da Informção" e é bolsista de produtividade do CNPQ(2)

Downloads

Publicado

2014-12-22

Como Citar

ALVES, B. H.; PAVANELLI, M. A.; OLIVEIRA, E. F. T. Rede de coautoria institucional em Ciência da Informação: uma comparação entre indicadores de rede e os conceitos CAPES. Em Questão, Porto Alegre, v. 20, n. 3, p. 73–87, 2014. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/49251. Acesso em: 25 set. 2022.

Edição

Seção

Artigos