Testemunhas ou fontes: relações e desencontros entre jornalistas e historiadores

Autores

  • Clarice Gontarski Esperança UFRGS

Palavras-chave:

Jornalismo, história, testemunhas, fontes

Resumo

O trabalho de jornalistas e de historiadores se alimenta do relato de fontes ou de testemunhas, buscando retratar ou reconstruir o passado distante ou imediato. O artigo procura discutir a relação que se estabelece com estes protagonistas da experiência, plena de especificidades e capaz de iluminar as práticas de ambos os campos. O testemunho é fiador da verdade e da fidelidade da representação. Historiadores vivem um dilema entre a autoridade moral da testemunha sobre o passado e a racionalidade exigida pelo paradigma científico e pelo caráter analítico da História. Por outro lado, jornalistas tornam-se eles próprios os avalistas da fonte, apropriando-se da sua autoridade moral sobre a realidade a partir de mecanismos como o ocultamento do narrador.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clarice Gontarski Esperança, UFRGS

Professora substituta do Departamento de Comunicação da Faculdade de Biblioteconomia e Comunicação da UFRGS (Fabico). Jornalista formada pela Fabico, com 16 anos de atuação no mercado, especialmente em jornalismo gráfico (repórter, editora, coordenadora de produção). Atualmente mestranda do PPG em História da UFRGS. Bolsista CNPQ. Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2007-03-02

Como Citar

ESPERANÇA, C. G. Testemunhas ou fontes: relações e desencontros entre jornalistas e historiadores. Em Questão, Porto Alegre, v. 12, n. 2, p. 235–251, 2007. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/46. Acesso em: 28 jan. 2023.

Edição

Seção

Comunicação e História