Selma cuida dos outros: o cuidado de si em Dançando no Escuro

Autores

  • Marcelo Carvalho da Silva Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO / UFRJ)

Palavras-chave:

Cuidado de si. Dançando no Escuro (Filme). Subjetivação. Platão. Cinema.

Resumo

Este artigo procura encontrar indícios da noção grega de “cuidado de si” (a epiméleia heautoû, em Platão e por intermédio de Michel Foucault) na trajetória da personagem Selma do filme Dançando no Escuro (2000), de Lars von Trier. Pretende-se, assim, construir uma alternativa às leituras que conectam este cineasta ao tema da “culpa”, buscando nos processos de subjetivação de Selma as respostas para os impasses vividos por ela. O “cuidado de si” determinaria o modo de existência de Selma, sendo a culpa apenas um acessório de origem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcelo Carvalho da Silva, Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO / UFRJ)

Doutorando da Escola de Comunicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro (ECO / UFRJ), onde desenvolve pesquisa com apoio de bolsa do CNPq. Membro do grupo de pesquisa Imagem/Tempo do Programa Transdisciplinar de Estudos Avançados da UFRJ. Mestre em Comunicação e Cultura (ECO-UFRJ). Especialista em Arte e Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e em Comunicação para o Terceiro Setor pela Universidade Cândido Mendes do Rio de Janeiro (Ucam). Graduado em Comunicação Social (em Cinema e em Jornalismo) pela Universidade Federal Fluminense (UFF).

Downloads

Publicado

2012-12-23

Como Citar

DA SILVA, M. C. Selma cuida dos outros: o cuidado de si em Dançando no Escuro. Em Questão, Porto Alegre, v. 18, n. 2, p. 183–197, 2012. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/26869. Acesso em: 1 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos