Um “museu vivo”: espetáculo e reencantamento pela técnica

Autores

  • Carla Pires Vieira Rocha UFRGS

Palavras-chave:

Museu, comunicação, tecnologia, multimídia

Resumo

Busca problematizar algumas mudanças por que têm passado os museus nas últimas décadas, a partir de uma análise do Museu da Língua Portuguesa e considerando como pano de fundo a cultura contemporânea. Nesse sentido, o museu, a partir de uma dinâmica que privilegia as imagens massivas e as exposições temporárias, está alinhado com algumas perspectivas como o espetáculo e a cultura de massa. Da mesma forma, ao incorporar as tecnologias multimidiáticas e digitais, o museu redimensiona a própria experiência museal, possibilitando, pela mediação tecnológica, novas formas de percepção, visibilidades e uma apropriação mais participativa do conhecimento. O museu, portanto, é visto como um espaço de ambigüidades e contradições, refletindo os traços da própria cultura contemporânea.

-

Search to problematize some changes that have passed the museums in the last few decades, from an analysis of the Museum of the Portuguese Language and considering as back-cloth the culture contemporary. This way, the museum from a dynamics that privileges the mass images and the temporary expositions, is aligned with some perspectives as the spectacle and the mass culture. In the same way, when incorporate the multimediatic images and the digital technologies, the museum change the museal experience, making possible by the technological mediation, new forms of perception, visibilities and a participative appropriation of the knowledge. The museum, therefore, is seen as a space of ambiguities and contradictions, reflecting the traces of the proper culture contemporary.

-

Busca problematizar algunos cambios por los cuales han pasado los museos en las últimas décadas, desde un análisis del Museo de la Lengua Portuguésa y considerando como paño de fondo la cultura contemporánea. En esta dirección, el museo, desde una dinámica que privilegia las imágenes de los medios de comunicación de masas y las exposiciones temporarias, se alinea con algunas perspetivas como el espectáculo y la cultura de la masas. De la misma forma, al incorporar las tecnologías multimidiáticas y digitales, el museo redimensiona la própria experiencia museal, haciendo posible, por la mediación tecnológica, las nuevas formas de percepción, visibilidades y una apropiación más participativa del conocimiento. El museo, por lo tanto, se ve como un espacio de ambigüedades y de contradicciones, reflejando los rasgos de la cultura contemporánea.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Pires Vieira Rocha, UFRGS

Mestranda em Comunicação e Informação/ UFRGS, Especialista em Museologia/Patrimônio Cultural - Bacharel em Artes Visuais/ UFRGS Currículo Lattes

Downloads

Publicado

2008-01-24

Como Citar

ROCHA, C. P. V. Um “museu vivo”: espetáculo e reencantamento pela técnica. Em Questão, Porto Alegre, v. 13, n. 2, p. 259–270, 2008. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/2221. Acesso em: 11 ago. 2022.

Edição

Seção

Patrimônio Cultural e Museus