A mediação da informação no resgate da visibilidade e dignidade dos vulneráveis: o caso das pessoas em situação de rua

Autores

  • Tânia Regina de Brito Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)/ Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Regina Celia Baptista Belluzzo Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)
  • Oswaldo Francisco de Almeida Júnior Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245272.323-345

Palavras-chave:

Mediação da informação, Pessoas em situação de rua, Competência em informação, Vulnerabilidade social

Resumo

A mediação da informação é abordada sob a perspectiva da vulnerabilidade social, considerando-se como sujeitos informacionais as pessoas em situação de rua. Questiona-se se tal população além de não ter as suas necessidades básicas atendidas pelo governo, terá a sua voz ouvida por profissionais da informação. Assim, tem como objetivo refletir acerca da mediação da informação enquanto promotora no resgate da cidadania e dignidade das pessoas vulneráveis, num ambiente de bibliotecas públicas. Trata-se de estudo com abordagem qualitativa, a partir de pesquisa bibliográfica realizada em catálogos de bibliotecas universitárias e do Portal de Periódicos da CAPES, envolvendo temáticas, como: mediação da informação, vulnerabilidade social, pessoas em situação de rua, competência em informação e biblioteca pública. Entendida como um processo que, junto com a competência em informação, tem potencial transformador para munir as pessoas para o empoderamento informacional, podendo minimizar a condição de miséria, e sobretudo as múltiplas vulnerabilidades a que são expostas. Compreende-se que os profissionais da informação de bibliotecas públicas são mediadores capazes de contribuir para que aos vulneráveis, que recorrem a esses espaços, possam dar voz às suas necessidades informacionais, possibilitando-lhes assim, mesmo que por um curto período e por motivos diversos, viverem o sedentarismo que não conseguem. Em espaços como a biblioteca pública, a presença da mediação da informação contribui para o avanço de uma sociedade com habilidades informacionais, para formar cidadãos mais críticos e cônscios de sua importância no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Regina de Brito, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)/ Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS)

Doutoranda em Ciência da Informação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Marília). Mestre em Ciência da Informação pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Bibliotecária-Documentalista da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS).

Regina Celia Baptista Belluzzo, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Pós-Doutorado em Educação Escolar (UNESP-Araraquara). Docente permanente dos Programas de pós-graduação da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" : Ciência da Informação (Marília-SP) junto à Linha de Pesquisa "Gestão, Mediação e Uso da Informação" e Mídia e Tecnologia (Bauru-SP) junto à Linha de Pesquisa "Gestão Midiática e Tecnológica)

Oswaldo Francisco de Almeida Júnior, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo. Professor associado da Universidade Estadual de Londrina, professor titular do programa de pós-graduação em Ciência da Informação da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP/Marília) e professor colaborador do Mestrado Profissional da Universidade Federal do Cariri.

Downloads

Publicado

2021-03-26

Como Citar

BRITO, T. R. de; BELLUZZO, R. C. B.; ALMEIDA JÚNIOR, O. F. de. A mediação da informação no resgate da visibilidade e dignidade dos vulneráveis: o caso das pessoas em situação de rua. Em Questão, Porto Alegre, v. 27, n. 2, p. 323–345, 2021. DOI: 10.19132/1808-5245272.323-345. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/102346. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos