Público Alvo da Educação Especial: inclusão e permanência em Colégios de Aplicação do Brasil

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.114041

Palavras-chave:

Ingresso e Permanência. Educação Inclusiva. Colégios de Aplicação do Brasil.

Resumo

Os Colégios de Aplicação (CAps), instituições vinculadas às Universidades Federais brasileiras, foram criados com o objetivo de proporcionar experimentação e inovação pedagógica. Este artigo traz resultados parciais de uma pesquisa em andamento, iniciada em 2018, que consiste na sistematização dos processos de ingresso e permanência de estudantes com deficiência nos CAps. O estudo de natureza qualitativa adota como método a análise documental, com recorte temporal contemplando os anos de 2006 a 2019. O referencial teórico dialoga com: Flick (2009); Glat (2007); Forest e Pearpoint (1997). O artigo estrutura-se em três seções: a primeira aborda o desenho metodológico, trazendo um breve panorama do campo de investigação; a segunda trata dos resultados preliminares, focalizando a produção acadêmica desenvolvida pelos docentes dos CAps, com mapeamento das principais temáticas encontradas, e dos dados relativos à reserva de vagas para alunos com deficiência; a terceira seção traz considerações indicativas que contemplam as tensões e desafios identificados no processo. Os resultados preliminares revelam que a inclusão escolar das pessoas com deficiência nos colégios é um processo em construção. A adoção de medidas e práticas que incentivem a produção e pesquisa acadêmica na área, que fortaleçam uma educação de qualidade para todos, ainda é um desafio.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Tânia Aretuza Ambrizi Gebara, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutora em Educação pela UFMG.

Maria Clara Regis, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduanda em Letras na UFMG.

Downloads

Publicado

2021-10-21

Como Citar

GEBARA, T. A. A.; REGIS, M. C. Público Alvo da Educação Especial: inclusão e permanência em Colégios de Aplicação do Brasil. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, 2021. DOI: 10.22456/2595-4377.114041. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/114041. Acesso em: 5 out. 2022.