Atendimento Educacional Especializado: um dispositivo pedagógico na oportunização de acesso, recursos e desenvolvimento aos alunos público alvo da educação especial

Autores

  • Raquel Bobsin Strasburg Mestranda no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Professora de Educação Especial nas redes municipais de ensino de Capão da Canoa/RS e Xangri-lá/RS. http://orcid.org/0000-0002-9032-8039
  • Mônica Grazieli Marquet Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Professora de Educação Especial na rede municipal de ensino de Capão da Canoa/RS. http://orcid.org/0000-0002-7813-7790
  • Lidiane Barreto Alves Zwick Mestra em Educação no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Tradutora/intérprete de Libras do IFRS- Campus Osório. http://orcid.org/0000-0001-8146-7929
  • Isabella Fortes Boeira Graduanda em Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa. http://orcid.org/0000-0002-4425-370X
  • Claudio Roberto Baptista Doutor em Educação e Docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. http://orcid.org/0000-0001-6673-4574

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.113998

Palavras-chave:

Educação Especial. Atendimento Educacional Especializado. dispositivo pedagógico. ensino colaborativo. políticas de inclusão escolar.

Resumo

O presente artigo apresenta a possibilidade de ampliar o debate sobre a educação na perspectiva inclusiva de forma a problematizar como se organiza o Atendimento Educacional Especializado (AEE). O objetivo é analisar o AEE como dispositivo pedagógico descentralizado da sala de recursos para que ocorra em todos os espaços da escola. Trata-se de uma perspectiva que se opõe à compreensão restrita às práticas educacionais em sala de recursos e que valoriza a pluralidade prevista no plano das proposições e diretrizes políticas. A pesquisa foi realizada a partir de abordagem qualitativa, de cunho bibliográfico, envolvendo produções que abordam as discussões sobre a temática proposta. O estudo tem como referencial teórico o ciclo de políticas formulado por Stephen Ball e Richard Bowe para pensar em como as políticas de inclusão escolar agem no contexto da prática. Além dessa perspectiva, a análise contempla o pensamento sistêmico de Gregory Bateson e a tríade “contexto-processo-relações”. As reflexões apresentadas ampliam as formas de configurações do AEE por meio de uma atuação sistêmica do professor de educação especial e uma articulação entre os diferentes profissionais da escola. Desse modo, compreende-se o trabalho compartilhado como possibilidade de romper a lógica da padronização dos processos de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Bobsin Strasburg, Mestranda no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Professora de Educação Especial nas redes municipais de ensino de Capão da Canoa/RS e Xangri-lá/RS.

Integrante do Núcleo de Estudos em Políticas de Inclusão Escolar (NEPIE).

Mônica Grazieli Marquet, Doutoranda no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Professora de Educação Especial na rede municipal de ensino de Capão da Canoa/RS.

Integrante do Núcleo de Estudos em Políticas de Inclusão Escolar (NEPIE).

Lidiane Barreto Alves Zwick, Mestra em Educação no Programa de Pós-graduação em Educação/UFRGS. Tradutora/intérprete de Libras do IFRS- Campus Osório.

Integrante do Núcleo de Estudos em Políticas de Inclusão Escolar (NEPIE).

Isabella Fortes Boeira, Graduanda em Licenciatura em Letras - Língua Portuguesa e Literaturas de Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Literaturas de Língua Inglesa.

Integrante do Núcleo de Estudos em Políticas de Inclusão Escolar (NEPIE).

Downloads

Publicado

2021-09-28

Como Citar

STRASBURG, R. B.; MARQUET, M. G.; ZWICK, L. B. A.; BOEIRA, I. F.; BAPTISTA, C. R. Atendimento Educacional Especializado: um dispositivo pedagógico na oportunização de acesso, recursos e desenvolvimento aos alunos público alvo da educação especial. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, 2021. DOI: 10.22456/2595-4377.113998. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/113998. Acesso em: 5 out. 2022.