Cascão lava as mãos como medida de enfrentamento à COVID-19: os artefatos culturais e suas pedagogias

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.111206

Palavras-chave:

Pedagogia Cultural. Representação. Cascão. Pandemia. Regimes de Visualidade.

Resumo

Posicionado dentro da vertente pós-estruturalista, o presente ensaio se insere no campo das pedagogias culturais e dos estudos de cultura visual e buscou traçar alguns apontamentos acerca das representações e dos regimes de visualidade do personagem Cascão, constantes no artefato cultural criado por Mauricio de Sousa. Nessa perspectiva buscou-se reconhecer as representações ali presentes identificando suas relações com a própria cultura na contemporaneidade. O estudo indica que o artefato produzido, ao atravessar o momento atual, produz narrativas que buscam legitimar discursos e políticas de prevenção frente à pandemia da COVID-19, operando na cultura, determinando e educando sujeitos, corpos, atitudes e valores. Desse modo, o texto foi estruturado em duas partes, em que no primeiro momento debruçou-se a apresentar o lugar de produção dessas imagens dentro da cultura. No segundo momento do texto buscou-se destacar as visualidades produzidas por Maurício de Sousa imbricadas aos regimes de visualidade, reconhecendo, assim, as pedagogias culturais como construção de subjetividades.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Pacheco Brum, Universidade Federal de Pelotas - UFPel

Doutorando em Educação pelo Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Pelotas - PPGE/UFPel. Mestre em Educação em Artes Visuais pela Universidade de Brasília - UnB. Especialista em Processos e Produtos Criativos pela Universidade Federal de Goiás - FAV/UFG. Licenciado em Artes Visuais pela Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS. Normalista pelo Instituo Estadual de Educação Osmar Poppe. Interesso-me pelos campos seguintes campos de pesquisas: imagens de referência, cultura visual, educação da cultura visual, pedagogias/visuais/culturais e/das mídias, currículo e visualidades não legitimadas pelo sistema da arte. Integro os grupos de pesquisa "Arte: criação, interdisciplinaridade, educação" da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul- UERGS/CNPq e o "Laboratório Imagens da Justiça" da Universidade Federal de Pelotas - UFPel/CNPq. Membro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP).

Marcos Vinícius Silva Magalhães, Universidade de Brasília - UnB.

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais da Universidade de Brasília (PPGAV/UnB), na área de concentração em Arte, Imagem e Cultura, integrando a linha de pesquisa em Educação em Artes Visuais. Mestre em Arte Contemporânea pelo Programa de Pós-Graduação em Arte (PPG - Arte) da Universidade de Brasília (UnB). Especialista em Processos e Produtos Criativos pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Possui estudos e trabalhos acadêmicos voltados para a reflexão e atuação do arte/educador no contexto da educação especial e hospitalar, bem como produções envolvendo práticas diferenciadas de ensino. Atualmente integra o quadro de servidores da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF), atuando como professor da disciplina de Artes Visuais. Além do trabalho no campo da educação, possui estudos e experimentos nas artes cênicas e na dança, onde já atuou como bailarino profissional em um grupo de dança contemporânea na capital federal e em projetos humanitários e sociais. Possui o campo dos Estudos Culturais e das Pedagogias Culturais como perspectivas de pesquisa e problematização da prática educacional. Membro da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP).

Sandra Monteiro Lemos, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS.

Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS. Graduada em Pedagogia pela mesma Universidade. Atualmente é Vice-Reitora na Universidade Estadual do Rio Grande do Sul - UERGS e Superintendente do Planejamento (SUPLAN). É Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGEd/UERGS - Unidade Litoral Norte. Professora adjunta na unidade Montenegro, tendo atuações nos cursos de licenciatura em Artes Visuais, Música, Teatro e Dança. Coordenou (2015 a 2018) o Programa Institucional de bolsas de iniciação à docência - PIBID/UERGS, atuando, também, como coordenadora estadual do FORPIBID/RS. Atuou como professora convidada em instituições educacionais privadas, em cursos de graduação e de Pós-graduação (2008-2014). Teve serviços prestados como consultora pedagógica da UNESCO (2005/2006), Secretarias de Educação, Institutos Federais e Estaduais de Pesquisa. É pesquisadora associada do Núcleo de Estudos sobre Currículo Cultura e Sociedade - NECCSO/UFRGS. Seus últimos estudos focalizam as temáticas: leitura, identidade, representação, cultura, práticas pedagógicas, formação docente e educação de jovens e adultos - EJA.

 

Downloads

Publicado

2021-09-23

Como Citar

BRUM, L. P.; MAGALHÃES, M. V. . S.; LEMOS, S. M. Cascão lava as mãos como medida de enfrentamento à COVID-19: os artefatos culturais e suas pedagogias. Cadernos do Aplicação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, 2021. DOI: 10.22456/2595-4377.111206. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/CadernosdoAplicacao/article/view/111206. Acesso em: 7 dez. 2022.