TELEOLOGIA, DARWINISMO E ECONOMIA EVOLUCIONÁRIA: A CONTROVÉRSIA ACERCA DO PAPEL DA SELEÇÃO NATURAL NO COMPORTAMENTO DA FIRMA

Autores

  • Manuel Ramon Souza Luz Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
  • Paulo Sérgio Fracalanza Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.22456/2176-5456.14354

Palavras-chave:

Economia Evolucionária, Controvérsia marginalista, Darwinismo, Seleção natural

Resumo

Partindo de uma análise dos conceitos teóricos que fundamentaram as principais conquistas da biologia evolucionária moderna, este artigo pretende fornecer elementos para uma compreensão profícua acerca argumentos mobilizados em um momento específico da historia do pensamento econômico, dentro do que ficou conhecido como a controvérsia marginalista. Nesse sentido, a partir do referencial da biologia evolucionaria, o artigo se centra na análise dos argumentos que remeteram a uma ideia de processo evolucionário utilizados por diversos autores engajados no debate da controvérsia marginalista, explicitando desta maneira como um ponto de vista estritamente Darwiniano pode jogar luz sobre os aspectos teóricos de abordagens econômicas muitas vezes rotuladas como “evolucionárias”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuel Ramon Souza Luz, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Instituto de Economia - Doutorando

Paulo Sérgio Fracalanza, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Instituto de Economia - Professor

Downloads

Publicado

2011-07-21

Como Citar

Souza Luz, M. R., & Fracalanza, P. S. (2011). TELEOLOGIA, DARWINISMO E ECONOMIA EVOLUCIONÁRIA: A CONTROVÉRSIA ACERCA DO PAPEL DA SELEÇÃO NATURAL NO COMPORTAMENTO DA FIRMA. Análise Econômica, 29(55). https://doi.org/10.22456/2176-5456.14354

Edição

Seção

Artigos