Pedagogia da Inclusão e a Justiça Restaurativa: escapes com Kafka

Betina Schuler, Sônia Regina da Luz Matos

Resumo


Este artigo problematiza a pedagogia da inclusão como um discurso
majoritário na contemporaneidade, aqui analisada especificamente em
sua filiação ao campo jurídico em práticas escolares. Para tanto, escavamos
genealogicamente o discurso da Justiça Restaurativa para entender como
vem sendo operado na escola para o governo dos riscos. Esburacamos os
efeitos de subjetivação nestas práticas escolares de segurança, localizando
o rastelo escolar que produz um modo específico de existência, o ofensor,
capturado em práticas disciplinares e de controle. Apresentamos uma investigação
inspirada no pensamento da diferença e nas galerias da toca
kafkiana, experimentando outros modos de existência para o espaço escolar
a partir da arte do silêncio como uma ética kafkiana.


Palavras-chave


Pedagogia da Inclusão. Justiça Restaurativa. Kafka.

Texto completo:

Acesso ao artigo


Direitos autorais

Educação & Realidade - ISSN 0100-3143 (impresso) e 2175-6236 (online)

 

Licença Creative Commons
Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional

 

Apoio e Indexação:

40 20

40

LATINDEX

 

Crossref Similarity Check logo