Leituras em voz alta, leituras em silêncio: a produção intelectual de Elena Garro e os estudos de gênero.

Mariana Adami

Resumo


A partir de reflexões feitas pelo estudo historiográfico da obra literária e jornalística da intelectual mexicana Elena Garro (1916-1998), pretende-se problematizar as noções de literatura feminina, literatura feminista, produção autobiográfica e, consequentemente, redimensionar o gênero enquanto categoria de análise da literatura feita por mulheres. Ao final, procura-se contribuir para as discussões sobre os limites e possibilidades de abrangência dos cânones literários e dos estudos de gênero dentro da História Intelectual.

Palavras-chave


Elena Garro; gênero; escritas de mulheres; História Intelectual; México

Texto completo:

PDF