Liberais e a Intervenção Estatal: Controvérsias Econômicas em “Quem é quem na Economia”

Autores

  • Fernando Mendes Coelho Mestrando do PPGHIS-UFPR

Resumo

O período da ditadura militar brasileira foi marcado por intensa propaganda econômica, principalmente voltada ao Estado como promotor do desenvolvimento numa estratégia que incluía a intervenção no mercado por meio de empresas estatais, as quais eclodiram durante os referidos anos, e que segundo o governo dariam as bases ao crescimento e preencheriam lacunas que as empresas privadas não poderiam suprir. Constitui-se no período um debate ideológico entre correntes liberais e desenvolvimentistas, levando a controvérsias entre Estado e capital privado nacional. Utilizaremos como fonte para identificar e procurar examinar o embate ideológico provocado através do projeto liberal construído pelo Grupo Visão e evidenciado nas publicações do anuário “Quem é quem na economia brasileira”, revista de alcance nacional que demonstrava posicionamentos firmes de pensadores liberais contra o projeto estatizante do governo.

Palavras-chave: capital estatal; capital privado; poder simbólico; liberalismo; ditadura militar brasileira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2018-03-01

Como Citar

COELHO, F. M. Liberais e a Intervenção Estatal: Controvérsias Econômicas em “Quem é quem na Economia”. Revista Aedos, [S. l.], v. 9, n. 21, p. 176–193, 2018. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/75407. Acesso em: 20 maio. 2022.