“Lá onde eu tava num tinha futuro”: migração sertão – cidade de Sobral 1950 – 1980

Maria Antonia Veiga Adriao

Resumo


Analisamos neste artigo algumas questões que observamos na pesquisa sobre o movimento migratório realizado por agricultores sem posses, moradores do Sertão Norte do Estado do Ceará entre 1950 – 1980, hoje residentes na cidade de Sobral, igualmente situada nessa região. Entrevistamos vinte sete migrantes entre homens e mulheres, porém, trouxemos para examinar o ponto de vista dos migrantes sobre a situação de morador e trabalhador dependente do sistema de propriedade privada da terra, apenas um migrante, que nos ajudou a cogitar através de suas recordações e interpretação do vivido, as pelejas para superar as dificuldades, as insatisfações e as crises entre proprietários e moradores que provocavam deslocamentos. Examinamos também, não a título de comprovação do vivido ou recordado, todavia, para refletirmos sobre essa cultura, um periódico, relatórios censitários e escolares.

Texto completo:

PDF