O Gato do Rabino vai à Sala de Aula: Estratégias e Abordagens no Ensino de História das Religiões

Autores

  • Cristine Fortes Lia
  • Daniel Clós Cesar

Palavras-chave:

Ensino. História. Religiões. Cinema. Tolerância.

Resumo

As estratégias de ensino de história precisam ser constantemente repensadas, no sentido de abarcar os novos temas e ampliar o diálogo com as novas linguagens de docentes e discentes. O cinema constitui-se como um campo a ser explorado pelo professor historiador, podendo ser abordado como fonte, objeto e meio de representação histórica. “O Gato do Rabino” é uma animação de produção francesa, ambientada na Argélia, no final de 1920. Como protagonistas principais estão o rabino e seu gato que, após devorar um papagaio, passa a falar. O enredo básico da animação é uma viagem em busca dos judeus que vivem no “Oriente”. Essa animação permite um conjunto de indagações para o ensino de história das religiões, dentro de uma perspectiva de transversalidade e multiculturalismo. A tolerância evidenciada pelas personagens proporciona uma reflexão sobre as práticas de intolerância cultural do mundo contemporâneo. Este estudo busca apresentar as estratégias de utilização de “O Gato do Rabino” como meio de ensino de história, identificando modelos práticos para serem empregados em sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-07-20

Como Citar

FORTES LIA, C.; CLÓS CESAR, D. O Gato do Rabino vai à Sala de Aula: Estratégias e Abordagens no Ensino de História das Religiões. Revista Aedos, [S. l.], v. 7, n. 16, p. 198–213, 2015. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/57017. Acesso em: 20 maio. 2022.