Estudo cefalométrico computadorizado, em forma frontal, de dimensões lineares e angulares em indivíduos da raça negra

Autores

  • Josimário João da Silva
  • Marília Gerhardt de Oliveira PUCRS

DOI:

https://doi.org/10.22456/2177-0018.7813

Palavras-chave:

Cefalometria computadorizada, Frontal teleradiography, Raça negra, Análise de Ricketts frontal

Resumo

Esta pesquisa tem como objetivos estabelecer uma relação entre as dimensões cefalométricas computadorizadas, obtidas a partir de 40 telerradiografias em norma frontal, de pacientes da raça negra, de ambos os sexos, dentados e clinicamente simétricos em vista frontal, e o padrão estabelecido pelo programa SMTC (Sistema de Medição e Traçado Cefalométrico) para os indivíduos da raça branca, assim como realizar um estudo comparativo entre os sexos masculino e feminino, no sentido de avaliar as dimensões cefalométricas lineares e angulares para os indivíduos da raça negra, sendo as referidas dimensões cefalométricas determinadas a partir da análise de Ricketts frontal, a qual utiliza as medidas lineares que medem as dimensões transversal da mandíbula, do maxilar, da face, vertical e transversal nasal, além das medidas angulares que dimensionam a simetria postural e a linha mediana maxilomandibular.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1997-05-05

Como Citar

Silva, J. J. da, & Oliveira, M. G. de. (1997). Estudo cefalométrico computadorizado, em forma frontal, de dimensões lineares e angulares em indivíduos da raça negra. Revista Da Faculdade De Odontologia De Porto Alegre, 38(1), 7–11. https://doi.org/10.22456/2177-0018.7813

Edição

Seção

TI