A intimidade das ruas: fotografia e fronteiras do trauma urbano

Luis Artur Costa, Daniela Mendes Cidade, Simone Mainieri Paulon, Moises Romanini, Diogo Vaz da Silva Júnior, Guido Norberto Buch Ruschel

Resumo


Fotos-ensaios produzidas por um grupo de fotógrafos da rua tensionam as modulações das fronteiras urbanas nos cotidianos da população de rua. Expressam o trauma que cinde a cidade em duas metades aparentemente irreconciliáveis em tempos de pandemia: público e privado, rua e doméstico, íntimo e impessoal. O processo fotográfico como ação da população de rua sobre o urbano evidencia o trauma e a violência que formam este espaço e que se tornam ainda mais pungentes em tempos de medos pandêmicos. As fotografias operam análises clínico-políticas deste trauma: explicitando-o e deslocando novos sentidos e formas de habitar a cidade.


Abstract

In this article, we aim to make visible and tension some elements of this complex machine-city, focusing on the ways in which cities constitute and deconstruct their borders between differences. With a cartographic perspective and a methodological design of research-intervention, we propose to think of the city from photography in their ways of producing knowledge-practices. By conducting conversation production workshops, inventive maps, photo essays and photo poems about the memories and affections that cross the street population, we take the photographic exercise as a possibility for critical experimentation about life in cities with all its contradictions, social contrasts, exclusions and inequalities.



Palavras-chave


População de Rua; Fotografia; Cidade; Fronteiras Urbanas; Processos de Subjetivação

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, R. D. B. Grupo e Produção. In: BARROS, R. D. B. et al. (org.). Saúde e Loucura, n.4, São Paulo, Hucitec, 1994, p. 145-154.

BARTHES, R. O Óbvio e o Obtuso: ensaios críticos III. Lisboa: Edições 70, 2009.

BAUMAN, Z. Modernidade Líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2001.

BRASIL. Decreto nº 7.053, de 23 de dezembro de 2009. Política Nacional para a População em Situação de Rua, Brasília, 2009. Disponível em: . Acesso em: 14 abr. 2020.

CASTEL, R. As metamorfoses da questão social – uma crônica do salário. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

COSTA, L. A. Brutas cidades sutis: espaço-tempo da diferença na contemporaneidade. Dissertação de mestrado defendida no Programa de Pós- Graduação em Psicologia Social e Institucional da Universidade Federal do Rio Grande do sul, 2007. Disponível em: . Acesso em 25 out. 2020.

COSTA, L. A. O fora da arte e a arte do fora: reversões e paradoxos entre cultura e natureza. In: FONSECA, T. M. G.; CAIMI, C.; COSTA, L. A.; SOUZA, E. L. A. Imagens do Fora: um arquivo da loucura. Porto Alegre: Sulina, 2018.

COSTA, L. A. Desnaturando desmundos: a imagem e a tecnologia para além do exílio no humano. 2012. Tese (Doutorado) Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012. Disponível em: http://www.lume.ufrgs.br/ handle/10183/55684. Acesso em 20 out. 2020.

COSTA, L. A.; FONSECA, T. M. G.; AXT, M. A imagem e as ciências humanas: a poética visual como possibilidade de construção do saber. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 39, n. 4, p. 1153-1168, out./dez. 2014.

CUNDA, M. Me chamam de rua, população, uma situação: estudo sobre os habitantes da rua e as políticas da cidade. 2018. Tese (Doutorado em Psicologia Social e Institucional) – Programa de Pós-Graduação em Psicologia Social e Institucional, Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018.

DELEUZE, G. Lógica do Sentido. São Paulo: Ed. Perspectiva S.A., 1975.

DELEUZE, G. Diferença e repetição. Ed. Graal, 1988

DELEUZE, G. Post-scriptum às Sociedades de Controle. In: Conversações, 1972-1970. São Paulo: Ed. 34, 1992.

DELEUZE, G. Foucault. São Paulo: Brasiliense, 2005.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. O Anti-edipo: capitalismo e esquizofrenia. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1976.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs, vol. 3. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1996.

DELEUZE, G.; GUATTARI, F. Mil Platôs, vol. 5. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1997.

DELEUZE, G.; PARNET, C. Diálogos. São Paulo: Escuta, 1998.

DERRIDA, J. L’Hospitalité. Paris: Gallimard, 2000.

DIDI-HUBERMAN, G. (org.) Levantes. São Paulo: Edições Sesc São Paulo, 2017.

DUBOIS, P. Cinema, vídeo, Godard. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

ESCOREL, S. Vidas ao léu: trajetórias de exclusão social. Rio de Janeiro: Fiocruz, 1999.

ESPINOSA, B. Obras selecionadas. In: Pensadores. São Paulo: Abril cultural, 1973.

FATORELLI, A. Fotografia e viagem: entre a natureza e o artifício. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

FASC; UFRGS; FAURGS; IFCH/UFRGS. Cadastro e mundo da população em situação de rua de Porto Alegre/RS, relatório quali quantitativo, contendo o cadastro censitário e o modo de vida cotidiana da população adulta em situação de rua de Porto Alegre. Contrato entre Fundação de Assistência Social e Cidadania, Universidade Federal do Rio Grande do Sul e Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, executado pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas/UFRGS, 2016. Disponível em: . Acesso em: 12 abr. 2020.

FONSECA, T. G.; KIRST, P. G. (org.) Cartografias e devires: a construção do presente. Porto Alegre, Editora da Universidade, 2003.

FONSECA, T. M. G.; COSTA, L. A. Tuta e a Cidade: arquivos domésticos das infâmias urbanas. Fractal: Revista de Psicologia, 28(2), 221-230. ago, 2016. Disponível em: . Acesso em 25 out. 2020

FOUCAULT, M. Vigiar e punir. Petrópolis, RJ: Vozes, 2004.

FOUCAULT, M. O que é a Crítica. Qu'est-ce que la critique? Critique et Aufklärung. Bulletin de la Société française de philosophie, v. 82, n. 2, p. 35-63, avr/juin, 1990. Disponível em: . Acesso em 25 out. 2020.

GONZALES, L. Racismo e sexismo na cultura brasileira. In: Revista Ciências Sociais Hoje, Anpocs, 1984, p. 223-244

HARAWAY, D. Saberes localizados: a questão da ciência para o feminismo e o privilégio da perspectiva parcial. In: Cadernos Pagú, n. 5, p. 07-41. Campinas: Universidade Estadual de Campinas, 1995.

KASPER, C. Habitar a rua. Tese (Doutorado em Ciências Sociais). 2006. Programa de Doutorado em Ciências Sociais do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

KILOMBA, G. Memórias da Plantação. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

LOURAU, R. Análise Institucional e Práticas de Pesquisa. Mnemosine, v. 3, n. 2 Especial: René Lourau e Análise Institucional, p. 7-117, 2007

MACHADO, A. O filme-ensaio. In: INTERCOM – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. XXVI Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Belo Horizonte, setembro de 2006.

MBEMBE, A. Necropolítica. In: Revista Arte & Ensaio, n. 32, dezembro. Rio de Janeiro: PPGAV UFRJ, 2016.

MNPR. Movimento Nacional da População de Rua. Conhecer para lutar: cartilha para formação política. 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 abr. 2020.

MONCEAU, G. Implicação, Sobreimplicação e Implicação Profissional. Fractal: Revista de Psicologia v.20, n.1, p. 19-26, 2008.

MORAES, M. Pesquisar-com: política ontológica e deficiência visual. In: MORAES, M.; KASTRUP, V. Exercícios de ver e não ver: arte e pesquisa com pessoas com deficiência visual. Rio de Janeiro: Nau Editora, 2010.

NIETZSCHE, F. Obras incompletas. In: Os Pensadores. Nova Cultural: São Paulo, 1999.

PAGOT, A. M. O louco, a rua, a comunidade: as relações da cidade com a loucura em situação de rua. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2012.

PASSOS, E.; KASTRUP, V.; ESCÓSSIA, L. da. Pistas do método da cartografia: pesquisa-intervenção e produção de subjetividade. Porto Alegre: Ed. Sulina, 2009.

PAUGAM, S. O enfraquecimento e a ruptura dos vínculos sociais – uma dimensão essencial do processo de desqualificação social. In: SAWAIA, B. (Org.). As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis, RJ: Vozes, p. 67-86, 2008

PAULON, S. M. A análise de implicação como ferramenta na pesquisa-intervenção. Psicologia e Sociedade, v. 17, p.16-23, 2005.

PAULON, S. M. Instituição E Intervenção Institucional: Percurso Conceitual e Percalços Metodológicos. Mnemosine (Rio de Janeiro), v. 5, p. 189-226, 2009. Disponível em: . Acesso em 14 ago. 2020.

PAULON, S. M.; ROMAGNOLI, R. Pesquisa-intervenção e cartografia: melindres e meandros metodológicos. In: Estudos e Pesquisas em Psicologia (Online), n.10, p. 85-102, 2010. Disponivel em: . Acesso em 20 out. 2020.

PEIXOTO, N. B. Ver o invisível: a ética das imagens. In: NOVAES, Adauto (org). Ética. São Paulo: Ed. Companhia das letras, 1992.

RODRIGUES, H.B.C. À beira da brecha: uma história da Análise Institucional francesa nos anos 60. In: AMARANTE, P. (org.). Ensaios: subjetividade, saúde mental, sociedade. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2000.

ROLNIK, S. Cartografia sentimental: transformações contemporâneas do desejo. Porto Alegre: UFRGS, 2011.

SAWAIA, B. (2008). O sofrimento ético-político como categoria de análise da dialética exclusão/inclusão. In:______ (Org.). As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. Petrópolis, RJ: Vozes, p. 97-118, 2008.

SCHUCH, P.; GEHLEN, I. A “situação de rua” para além de determinismos: explorações conceituais. In: DORNELLES, A. E.; OBST, J.; SILVA, M. B. (Orgs.). A Rua em Movimento: debates acerca da população adulta em situação de rua na cidade de Porto Alegre. Belo Horizonte, MG: Didática Editora do Brasil; Porto Alegre, RS: Fundação de Assistência Social e Cidadania, p. 11-26, 2012.

SOUZA, E. A burocratização do amanhã: utopia e ato criativo. In: Porto Arte: Revista de Artes Visuais. v. 14, n. 24. Porto Alegre: PPGAV UFRGS, 2008.

VIRILIO, P. Espaço crítico. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1995.

TISSERON, S. Le mystère de la chambre claire: photographie y inconscient. Paris: Les Belles Lettres/Archimbaud, 1996

VARGAS, B.; ROCHA, P. Porto Alegre tem alteração no perfil de moradores de rua. Porto Alegre: Jornal Zero Hora, 2015. Disponível em: . Acesso em: 27 ago. 2020.




DOI: https://doi.org/10.22456/2179-8001.108824

Direitos autorais 2021 Luis Artur Costa, Daniela Mendes Cidade, Simone Mainieri Paulon, Moises Romanini, Diogo Vaz da Silva Júnior, Guido Norberto Buch Ruschel

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

PORTO ARTE: e-ISSN 2179-8001


INDEXADORES

PROPESQ

"

LATINDEX

Resultado de imagem para redib logo