A Mensagem, de Fernando Pessoa, e o sentido do tangível

Autores

  • Dionísio Vila Maior

DOI:

https://doi.org/10.22456/1981-4526.120630

Palavras-chave:

Fernando Pessoa, Mensagem, Sebastianismo, Identidade, Esperança

Resumo

Procurarei refletir sobre a Mensagem pessoana, domínio textual onde variavelmente se manifestam, e sempre se manifestarão, múltiplas virtualidades de informação estética, tendo essencialmente em conta o seu perfil de texto épico dos “tempos modernos”, bem como algumas linhas temáticas centrais relacionadas com a conceção quinto-imperialista e sebastianista (consequência direta da fortuna concetual e simbólica que historicamente lhe está adscrita), a relação entre o sentimento de desalento e o sentimento de esperança, a celebração de possibilidades outras que o racionalismo positivista não soube oferecer, a abordagem poética do passado, seguindo um particular vigor patriótico de índole nacionalista e sebastianista (que, aliás, Pessoa mostra desde muito cedo), procurando, assim, compreender sentidos efetivos da narrativa sebastianista.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-12-13

Como Citar

Vila Maior, D. (2021). A Mensagem, de Fernando Pessoa, e o sentido do tangível. Nau Literária, 17(2), 94–113. https://doi.org/10.22456/1981-4526.120630

Edição

Seção

Seção Livre