AFRICANIDADE E AFROBRASILIDADE EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

Autores

  • Cátia Malaquias Crelier Universidade Salgado de Oliveira
  • Carlos Alberto Figueiredo da Silva Universidade Salgado de Oliveira. Ciências da Atividade Física. Rio de Janeiro, RJ http://orcid.org/0000-0002-7429-932X

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.81656

Palavras-chave:

Educação Física. Racismo. Grupos étnicos.

Resumo

O objetivo deste estudo foi examinar as representações de professores e alunos de uma escola localizada no município do Rio de Janeiro sobre relações étnico-raciais e a aplicação da Lei 10.639/03 nas aulas de Educação Física Escolar. Uma pesquisa qualitativa foi realizada, utilizando a observação sistemática, entrevistas semiestruturadas com quatro professores e entrevistas com alunas no grupo focal. O referencial teórico da etnometodologia foi utilizado para examinar os termos indiciais que surgiram nos depoimentos. Constatou-se que metade dos professores entrevistados desconhecia a lei, os termos indiciais indicam que a educação para as relações étnico-raciais não é desenvolvida na disciplina e que o grupo investigado tem consciência desse problema, mas tenta se ocultar nas aparências.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cátia Malaquias Crelier, Universidade Salgado de Oliveira

Mestre em Ciências da Atividade Física, Universidade Salgado de Oliveira.

Carlos Alberto Figueiredo da Silva, Universidade Salgado de Oliveira. Ciências da Atividade Física. Rio de Janeiro, RJ

Professor do Programa de Pós-graduação em Ciências da Atividade Física e Professor convidado da Universidade do Porto

Downloads

Publicado

2019-01-06

Como Citar

CRELIER, C. M.; SILVA, C. A. F. da. AFRICANIDADE E AFROBRASILIDADE EM EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR. Movimento, [S. l.], v. 24, n. 4, p. 1307–1320, 2019. DOI: 10.22456/1982-8918.81656. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/81656. Acesso em: 26 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais