A EDUCAÇÃO DO CORPO NOS PARQUES E RECANTOS INFANTIS DE CAMPINAS-SP (1940 – 1959)

Rafael Stein Pizani, Edivaldo Góis Junior, Silvia Cristina Franco Amaral

Resumo


O estudo teve como objetivo evidenciar discursos e práticas articulados em torno de uma educação do corpo em Parques e Recantos Infantis na cidade de Campinas/SP entre os anos de 1940 e 1959. Através de uma pesquisa histórica, conclui que os Parques e Recantos Infantis foram importantes instituições destinadas à assistência, educação, cultura e recreação da população infantil, sendo pensados e orientados enquanto um projeto político e pedagógico destinado ao controle da infância, mas também à constituição das identidades local e nacional ainda não estabelecidas como modernas, urbanas e racionais.


Palavras-chave


História do século XX. Características culturais. Parques recreativos. Brasil.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.58774

Direitos autorais 2016




Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment