A GINÁSTICA COMO DISPOSITIVO ANTIONANISTA NA CONFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR DO SÉCULO XIX NA ESPANHA. RECEPÇÃO DO DISCURSO

Autores

  • Miguel Vicente-Pedraz Universidad de León. Facultad de Ciencias de la Actividad Física y del Deporte.
  • Xavier Torrebadella-Flix Universidad de Barcelona

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.53986

Palavras-chave:

Saúde escolar. Masturbação. Ginástica. História do seculo XIX.

Resumo

O discurso médico do século XIX fez da masturbação uma doença cujos efeitos foram associados muito cedo com a degeneração social. Alguns estudos têm destacado essa relação como uma condição das ideias pedagógicas, enfatizando a importância da ginástica como prática antionanista para crianças. No entanto, nenhuma pesquisa considerou a importância dessa prática como um dispositivo para a formação da Educação Física Escolar. Este artigo é parte de uma pesquisa genealógica mais ampla sobre a influência da cruzada antionanista na institucionalização da Educação Física no século XIX na Espanha. Nele, podemos descrever e analisar a recepção da ideologia educacional da Europa central e do sul.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Miguel Vicente-Pedraz, Universidad de León. Facultad de Ciencias de la Actividad Física y del Deporte.

ProfesordelaFac. Ciencias de la Actividad Física Universidad de León/España.

Area de investigación: ciencias humanas y sociales aplicadas a la educcion fisica

Publicado

2015-08-24

Como Citar

VICENTE-PEDRAZ, M.; TORREBADELLA-FLIX, X. A GINÁSTICA COMO DISPOSITIVO ANTIONANISTA NA CONFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR DO SÉCULO XIX NA ESPANHA. RECEPÇÃO DO DISCURSO. Movimento, [S. l.], v. 21, n. 4, p. 1037–1049, 2015. DOI: 10.22456/1982-8918.53986. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/53986. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais