EDUCAÇÃO CORPORAL, ESCOTISMO E MILITARISMO (1908-1941)

Carlos Herold Junior, Alexandre Fernandez Vaz

Resumo


São analisadas as influências militares no escotismo no período de 1908 a 1941, tendo como base a educação corporal proposta pelo movimento. Além de revisão bibliográfica mapeando estudiosos contemporâneos da história do escotismo,  utiliza-se como base empírica livros, teses, artigos de periódicos especializados e de jornais publicados no período.Verificou-se que a ênfase na educação corporal por parte do escotismo se sustentou em um processo de aceitação e recusa da tradição militar em voga no início do século XX, impossibilitando tanto a mera vinculação, como o mero afastamento do escotismo em relação ao exército.

 


Palavras-chave


Movimento escoteiro. Corpo. Exército.

Texto completo:

PDF-POR PDF-ENG (English)


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.53323



 

 


Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                                      

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment