POR UMA HISTÓRIA COMPARADA DO ESPORTE: POSSIBILIDADES, POTENCIALIDADES E LIMITES

Victor Andrade de Melo

Resumo


Depois de muitos anos em que a produção brasileira esteve limitada a poucas referências, a partir da década de 1990 é possível observar um aumento exponencial do número de estudos históricos que têm como objetos de investigação as práticas corporais institucionalizadas, entre as quais o esporte. Uma característica marcante observada nessa produção é que normalmente trata-se de estudos locais ou regionais. Este artigo objetiva refletir sobre as possibilidades, potencialidades e limites do método da História Comparada para ampliar as contribuições dos estudos históricos relacionados ao esporte. Espera-se que possa contribuir para problematizar o atual estágio de nossa produção historiográfica, apresentando alternativas que podem dar continuidade ao processo de qualificação de nossas investigações, e mesmo ampliar o diálogo com a comunidade científica internacional.

Palavras-chave


Esporte. História. Historiografia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.3562

Direitos autorais



 

Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment