O ABRASILEIRAMENTO DO CLUBE DE REMO DOS ITALIANOS EM PORTO ALEGRE NAS DÉCADAS DE 1930-1940

Tiago Oviedo Frosi, Janice Zarpellon Mazo

Resumo


Este artigo trata da recomposição identitária pela qual passou o Club Canottieri Ducca degli Abruzzi durante o período do Estado Novo (1937-1945) ocorrido no Brasil. O Club Canottieri foi fundado por imigrantes italianos e seus descendentes, no ano de 1908 em Porto Alegre. Além do remo, este clube fomentava outras práticas e representações culturais que o reconheciam com identidade cultural italiana. Porém, quando o Brasil aderiu a Segunda Guerra Mundial (1939-1945), o clube renegociou sua identidade ao assumir representações identitárias brasileiras. Como ocorreu o processo de nacionalização do “Clube de Remo dos Italianos” em Porto Alegre no período demarcado entre final da década de 1930 e meados dos anos de 1940? Para responder a esta questão, foram coletados indícios sobre o clube em fontes impressas, como jornais, revistas, almanaques, dentre outras, e produzidas fontes orais. O Canottieri não marcou sua história apenas como um dos clubes de remo de Porto Alegre, mas sim como o primeiro clube esportivo com representação italiana. Este clube resistiu ao seu processo de abrasileiramento e buscou a manutenção de sua identidade cultural de origem.

 


Palavras-chave


História. Esporte. Remo

Texto completo:

PDF-BR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.20049

Direitos autorais



 

Movimento
Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment