ALTERAÇÕES CURRICULARES DE UMA ESCOLA SEPTUAGENÁRIA: UM ESTUDO SOBRE AS GRADES DOS CURSOS DE FORMAÇÃO SUPERIOR EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA ESEF/UFRGS

Autores

  • Alex Branco Fraga UFRGS
  • Felipe Wachs UFRGS
  • Rute Viégas Nunes UFRGS
  • Cibele Biehl Bossle UFRGS
  • Ana Paula Pagliosa Bastos UFRGS
  • Felipe Freddo Breunig UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.18232

Palavras-chave:

Educação Física. Currículo. Formação Profissional. Currículo, Formação Profissional

Resumo

O artigo é oriundo de um estudo sobre os currículos de formação superior em Educação Física da ESEF/UFRGS em 70 anos de existência. O objetivo geral foi evidenciar elementos que mobilizaram alterações curriculares marcantes ao longo deste período. Para tanto, realizamos um mapeamento das grades curriculares de 1941 a 2010 por meio dos seguintes documentos: registros de graus, catálogos de cursos, página da UFRGS na internet entre outros. Através de análise documental destacamos seis “pontos de tensão” que se constituíram a partir de, e ao mesmo tempo mobilizaram, importantes alterações curriculares: 1) currículos da ESEF e o marco regulatório educacional 2) vinculação das disciplinas aos diferentes departamentos; 3) separação dos percursos curriculares de homens e mulheres; 4) proporcionalidade entre disciplinas obrigatórias e eletivas; 5) surgimento e expansão dos estágios obrigatórios; 6) fortalecimento da pesquisa na formação inicial. Por recobrir todo o período analisado, e se articular mais densamente com os demais, aqui nos concentramos exclusivamente no primeiro ponto. Concluímos que a pressão exercida pelo marco regulatório educacional sobre os cursos de formação da ESEF/UFRGS foi mais intensa em três grandes momentos: federalização da escola em 1970, mudanças curriculares de 1987 e divisão licenciatura/bacharelado em 2005.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alex Branco Fraga, UFRGS

Professor da Escola de Educação Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Felipe Wachs, UFRGS

Professor de educação física, Especialista em Pedagogias do Corpo e da Saúde e em Saúde Mental, Mestre em Ciências do Movimento Humano, Doutorando em Ciências do Movimento Humano. Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Rute Viégas Nunes, UFRGS

Mestre em Ciências do Movimento Humano, pelo PPGCMH/ UFRGS em 2010, especialista em Pedagogias do Corpo e da Saúde, pela ESEF/ UFRGS, em 2008 e graduada em Licenciatura Plena em Educação Física pela UFRGS em 2005. Professora da Rede Municipal de Ensino de Porto Alegre. Atuando principalmente nos seguintes temas: formação profissional, saúde, vida ativa, atividade física e prática de ensino/ estágio em docência. Membro do grupo de estudos GRECCO, de março à dezembro de 2006, e do POLIFES desde 01 de agosto de 2008.

Cibele Biehl Bossle, UFRGS

Doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano da ESEF/UFRGS, Mestre em Ciências do Movimento Humano, Especialista em Psicologia do Esporte e do Exercício, Graduada em Educação Física e Bolsista CAPES.

Ana Paula Pagliosa Bastos, UFRGS

Professora de educação física, especialista em pedagogias do corpo e da saúde e mestranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências do Movimento Humano da UFRGS.

Felipe Freddo Breunig, UFRGS

formação em educação física, currículo e saúde coletiva.

Publicado

2011-02-07

Como Citar

FRAGA, A. B.; WACHS, F.; NUNES, R. V.; BOSSLE, C. B.; BASTOS, A. P. P.; BREUNIG, F. F. ALTERAÇÕES CURRICULARES DE UMA ESCOLA SEPTUAGENÁRIA: UM ESTUDO SOBRE AS GRADES DOS CURSOS DE FORMAÇÃO SUPERIOR EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA ESEF/UFRGS. Movimento, [S. l.], v. 16, n. 5, p. 61–95, 2011. DOI: 10.22456/1982-8918.18232. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/18232. Acesso em: 12 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais