A DIVERSIDADE NAS IMAGENS DOS MANUAIS DO PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO BRASIL

Alexandre Paulo Loro, Irene Moya Mata, Alexandra Valencia Peris, Meire Aparecida Lóde Nunes, José Devís Devís

Resumo


A imagem é uma linguagem icônica com o poder de transmitir informações, reproduzir estereótipos e influenciar o professor. Este estudo trata dos manuais do professor de Educação Física elaborados no Brasil e aprovados no Programa Nacional do Livro e do Material Didático (BRASIL, 2017). Especificamente, analisa as imagens de pessoas neles existentes, com vistas a verificar se existem estereótipos relacionados às práticas corporais. Foi realizada a análise com 854 imagens por meio dos testes de Xis ao Quadrado de independência que revelaram estereótipos relacionados às práticas corporais. Os resultados mostram a predominância de grupos mistos de crianças, com corpos ectomorfos, de cor ou raça branca e sem deficiência. Embora a diversidade de sexos esteja representada, os materiais ainda favorecem a reprodução de estereótipos e grupos hegemônicos tradicionais, perpetuando a invisibilidade da diversidade de corpos, de cor ou raça e de pessoas com deficiência.

 


Palavras-chave


Materiais de ensino. Educação Física. Imagem Corporal. Diversidade cultural.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.112065

Direitos autorais 2021 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment