RUI BARBOSA E A EDUCAÇÃO FÍSICA NOS PARECERES PARA O ENSINO PRIMÁRIO DE 1883: INFLUÊNCIAS E PROPOSIÇÕES.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1982-8918.104923

Palavras-chave:

História. Brasil. Educação Física. Educação primária e secundária.

Resumo

O objetivo do estudo foi identificar as influências e proposições para a Educação Física apresentadas por Rui Barbosa em seu parecer para o ensino primário. Os documentos analisados foram: o parecer intitulado “Reforma do Ensino Primário e várias instituições complementares da instrução pública”, publicado em 1883, e o decreto nº 7.247, de 19 de abril de 1879. A pesquisa caracterizou-se como qualitativa, teve como teoria de orientação para as análises a Micro-história e utilizou-se da técnica de Análise de Conteúdo. Podem-se identificar cinco influências: os gregos antigos; os fisiologistas; as nações modernas; os pensadores da educação; e os pensadores da ginástica. No que concerne às proposições, identificaram-se: a ginástica para ambos os sexos; a criação de uma seção de ginástica nas escolas; a obtenção de um professor estrangeiro para atuação e formação de um quadro de profissionais no Brasil; e equiparação da Educação Física às outras disciplinas em importância.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Resende Cavalcante, Universidade de Brasília. Brasília, DF, Brasil.

Graduado em Educação Física Licenciatura pela Universidade Federal de Goiás (2017), trabalhou como monitor efetivo das disciplinas de Teorias do Esporte e Fundamentos Socioculturais das Lutas na Educação Física na Faculdade de Educação Física e Dança na Universidade Federal de Goiás nos anos de 2015 e 2017 respectivamente. Participou de iniciação científica no período de 2015/2 à 2017/2 onde pesquisou a respeito da formação profissional em Educação Física no ensino superior mais especificamente a respeito das disciplinas que tratavam da temática do Lazer e da Recreação. Atualmente é pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Esporte, Lazer e Comunicação-GEPELC e atua como bolsista no programa de pós-graduação em Educação Física (mestrado) na Universidade de Brasília (UnB).

Gabriel Carvalho Bungenstab, Universidade Estadual de Goiás. Goiânia, GO, Brasil.

Doutor em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (2016). Mestre em Educação Física pela Universidade Federal do Espírito Santo (2013). Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Espirito Santo (2010).Tem experiência na área de Sociologia, Educação e Educação Física. Tem como interesses de pesquisa, no âmbito da Sociologia, da Educação e da Educação Física, as temáticas relacionadas a escola, juventude, esportes e práticas corporais. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisa em Esporte, Lazer e Comunicação (GEPELC - UFG) e do Observatório de Educação Física e Esporte (OEFE-UEM). Atualmente é professor efetivo no curso de Educação Física da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Ari Lazzarotti Filho, Universidade Federal de Goiás. Goiânia, GO, Brasil.

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (1995), especialista em Educação Física Escolar pela Universidade Federal de Viçosa-MG, mestre em Educação pela Universidade Federal de Goiás (2000) e Doutor em Educação Física pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina (2011) com Estagio de Doutorado na Università Cattolica Sacro Cuore di Milano. Atualmente, é professor da Universidade Federal de Goiás, foi Diretor da Faculdade de Educação Física e Dança 2014/2018. Professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Física e do Mestrado Profissional em Educação Física em rede. Professor colaborador no Programa de Pós-Graduação em Educação Física da Universidade de Brasília. Professor pesquisador do Grupo de Estudo e Pesquisa em Esporte, Lazer e comunicação-GEPELC; Desenvolve pesquisa com os temas da formação de professores de Educação Física, o esporte e o lazer. É editor da Revista Brasileira de Ciências do Esporte.

Downloads

Publicado

2020-12-07

Como Citar

CAVALCANTE, F. R.; BUNGENSTAB, G. C.; LAZZAROTTI FILHO, A. RUI BARBOSA E A EDUCAÇÃO FÍSICA NOS PARECERES PARA O ENSINO PRIMÁRIO DE 1883: INFLUÊNCIAS E PROPOSIÇÕES. Movimento, [S. l.], v. 26, p. e26078, 2020. DOI: 10.22456/1982-8918.104923. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/104923. Acesso em: 20 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos Originais