O MERCADO DE TRABALHO PARA O PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA NO ESTADO DO PARANÁ – BRASIL

Rubiane Giovani Fonseca, Jorge Both

Resumo


O objetivo do trabalho foi analisar as características dos profissionais de Educação Física com vínculos formais de emprego no estado do Paraná considerando um período de dez anos. Os dados empregados no estudo foram extraídos da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) dos anos de 2007 e 2017, disponibilizada pelo governo federal brasileiro, para analisar descritivamente informações sobre faixa etária, gênero e remuneração nas diferentes ocupações laborais. Os resultados revelaram que ocorreu a diminuição dos vínculos formais de emprego na faixa etária de 40 a 49, mas a faixa etária de 50 anos ou mais apresentou acréscimo. Quando observados os setores de atuação, constatou-se que as mulheres eram a minoria nos postos de emprego. Os postos de atuação menos valorizados em relação à remuneração representaram mais de 60% dos profissionais inseridos formalmente no mercado de trabalho.

 


Palavras-chave


Trabalho. Educação Física. Emprego. Remuneração.

Texto completo:

PDF-POR


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8918.102787

Direitos autorais 2021 Movimento (ESEFID/UFRGS)

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.


Movimento

Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança | Universidade Federal do Rio Grande do Sul | UFRGS
Endereço: Rua Felizardo, 750, Jardim Botânico, Porto Alegre, Rio Grande do Sul, Brasil, CEP 90690-200
E-mail: movimento@ufrgs.br
 

Bases de Dados Indexadoras

 

                            

 

Apoio

 

        

 

Licença de cópias e declaração de boas práticas de avaliação

 

 Licença Creative CommonsSan Francisco Declaration on Research Assessment