A produção de referências internas (outlinks) e externas (backlinks): um estudo webométrico com a Rede Humaniza SUS

Autores

  • Dalton Martins Universidade de Brasília
  • Eduardo Alves Silva NOVA IMS, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245240.299-316

Palavras-chave:

rede humaniza sus, webometria, análise de redes sociais

Resumo

Compreender a apropriação social em um ambiente web traz benefícios para o entendimento da dinâmica social e das práticas sociais dos coletivos humanos interconectados. A presente pesquisa se refere a Rede Humaniza SUS (RHS), analisada em um estudo a respeito dos links de saída (outlinks) que são apresentados como endereços externos nas postagens da rede, e os links de retorno (backlinks) que geram acessos provenientes de sites externos. A partir do uso da webometria foi feito o uso da metodologia de Análise de Rede Sociais (ARS) que implementa um aspecto visual aos dados de forma a facilitar sua compreensão, e demonstrando como a rede é percebida como uma fonte de informação por diferentes instituições, muitas delas na área da saúde, assim como essas instituições são acessadas e referenciadas pelos usuários da rede. Os resultados apontam intenso uso de mídias sociais, sites institucionais e webmail como sendo as referências que socializam conteúdos produzidos pela rede e os sites institucionais e governamentais como sendo as fontes de citação dos usuários da rede.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dalton Martins, Universidade de Brasília


Doutorado em Ciência da Informação e professor no curso de Bibilioteconomia e no programa de pós-graduação PPGCINF da Faculdade de Ciência da Informação da Universidade de Brasília

Eduardo Alves Silva, NOVA IMS, Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, Portugal

Mestrando em Gestão da informação

Downloads

Publicado

2018-12-31

Como Citar

MARTINS, D.; ALVES SILVA, E. A produção de referências internas (outlinks) e externas (backlinks): um estudo webométrico com a Rede Humaniza SUS. Em Questão, Porto Alegre, v. 24, p. 299–316, 2018. DOI: 10.19132/1808-5245240.299-316. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/86917. Acesso em: 19 maio. 2022.

Edição

Seção

Encontro Brasileiro de Bibliometria e Cientometria