Mapeando as correlações entre produtividade e investimentos de bolsas em programas de pós graduação: o caso da Universidade Federal de Goiás

Autores

  • Dalton Lopes Martins Universidade Federal de Goiás
  • Rhaydrick Sandokhan Universidade Federal de Goiás
  • Arlon Silva Universidade Federal de Goiás
  • Luis Felipe Rosa de Oliveira Universidade Federal de Goiás
  • Eduardo Alves Silva Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.19132/1808-5245212.162-180

Palavras-chave:

Cientometria. Indicadores. Política científica. Correlação. Universidade Federal de Goiás.

Resumo

O artigo apresenta uma discussão sobre tipos de indicadores e fontes de informação para a construção de sistemas cientométricos como base de análise de uma política científica e tecnológica. Propõe-se uma análise da correlação entre a Avaliação Trienal da CAPES e o Mapa de Investimentos do CNPq para identificar possíveis relacionamentos entre desempenho de programas de pós-graduação e investimentos realizados. O estudo mostra evidências de que os programas mais antigos e que possuem maior número de professores tendem a apresentar maior produtividade e nível de investimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dalton Lopes Martins, Universidade Federal de Goiás

Professor Doutor no curso de Gestão da Informação

Rhaydrick Sandokhan, Universidade Federal de Goiás

Graduando Acadêmico de Gestão da Informação

Arlon Silva, Universidade Federal de Goiás

Graduando Acadêmico de Gestão da Informação

Luis Felipe Rosa de Oliveira, Universidade Federal de Goiás

Graduando Acadêmico de Gestão da Informação

Eduardo Alves Silva, Universidade Federal de Goiás

Graduando Acadêmico de Gestão da Informação

Downloads

Publicado

2015-09-17

Como Citar

MARTINS, D. L.; SANDOKHAN, R.; SILVA, A.; OLIVEIRA, L. F. R. de; SILVA, E. A. Mapeando as correlações entre produtividade e investimentos de bolsas em programas de pós graduação: o caso da Universidade Federal de Goiás. Em Questão, Porto Alegre, v. 21, n. 2, p. 162–180, 2015. DOI: 10.19132/1808-5245212.162-180. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/49244. Acesso em: 27 jun. 2022.

Edição

Seção

Artigos