Consumo da informação científica na ciência brasileira: estudo exploratório na temática ceratocone e extração de catarata.

Autores

  • Raymundo das Neves Machado Instituto de Ciência da Informação/Universidade Federal da Bahia.
  • Jacqueline Leta Instituto de Bioquímica Médica/Universidade Federal do Rio de Janeiro

Palavras-chave:

Consumo da informação, Bibliometria, Índice de Price, Vida média, Obsolescência.

Resumo

Examina o consumo da informação em duas temáticas do campo da Oftalmologia, ceratocone e extração de catarata. Procedeu-se a uma análise bibliométrica descritiva de micronível, empregando-se indicadores de consumo da informação, isto é, índice de Price, vida média e obsolescência. O material analisado é composto por artigos indexados pelo SciELO Brasil, no período de 2006 a 2010. Os resultados apontam para um envelhecimento do tipo moderado para ambas temáticas. Entretanto, o ceratocone apresentou um declínio do uso da informação superior à temática extração de catarata

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raymundo das Neves Machado, Instituto de Ciência da Informação/Universidade Federal da Bahia.

Doutorando em Ciência da Informação, IBICT-UFRJ. Mestre em Biblioteconomia pela PUC-Campinas. Professor do Departamento de Fundamentos e Processos Informacionais do Instituto de Ciência da Informação/UFBA.

Jacqueline Leta, Instituto de Bioquímica Médica/Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação, Gestão & Difusão em Ciências, IBqM / UFRJ

Downloads

Publicado

2013-01-10

Como Citar

MACHADO, R. das N.; LETA, J. Consumo da informação científica na ciência brasileira: estudo exploratório na temática ceratocone e extração de catarata. Em Questão, Porto Alegre, v. 18, n. 3, p. 129–144, 2013. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/EmQuestao/article/view/33235. Acesso em: 18 maio. 2022.

Edição

Seção

Artigos