A TEXTURA COMO ELEMENTO DA FORMA EM AMAZONAS

Didier Jean Georges Guigue, Darlan Alves do Nascimento

Resumo


Pesquisa realizada com o apoio financeiro do CNPq, desenvolvida no âmbito do Mestrado em Musicologia da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), que teve como objetivo uma análise técnico-composicional buscando apontar as características inerentes a uma das obras do compositor Heitor Villa-Lobos: o Poema Sinfônico Amazonas. Considerado um dos compositores brasileiros de maior projeção internacional, Villa-Lobos configura-se representante de um período – o século XX – no qual a linguagem e o discurso musicais atravessaram mudanças significativas no nível de construção. No entanto, ainda é inexplicavelmente muito escassa a literatura de referência que trata da obra deste compositor de maneira sistemática, visando explicitar seus aspectos estruturais ou formais. Resolvemos experimentar a metodologia analítica proposta pelo musicólogo norte-americano Wallace Berry para a análise das texturas, no intuito de verificar até que ponto este componente exercia alguma função formal significativa e, portanto, podia contribuir para suprir, ainda que parcialmente, esta lacuna. Neste artigo, após uma breve descrição desta metodologia, iremos mostrar os resultados da nossa avaliação, concernente à contribuição da textura no plano da delineação formal de Amazonas.

Palavras-chave


Villa-Lobos, Walace Berry, texturas

Texto completo:

PDF


Index: LAPTOC: Latin American Periodicals Tables of Contents; Latindex.