A TEORIA MUSICAL E SUAS HISTÓRIAS

Thomas Christensen

Resumo


O artigo examina a polêmica entre duas posições traçadas no estudo da teoria musical: a ”histórica” e a “teórica”. Mantendo a polaridade básica entre estas duas ontologias estabelecidas pelo musicólogo alemão Carl Dahlhaus, o autor argumenta que a polarização simplista, senão política, é usada como uma ferramenta para mediar a incompatibilidade entre interpretações aparentemente divergentes com o intuito de reconcilia-la através da proposta filosófica de Hans-Georg Gadamer. O autor demonstra que as discrepâncias entre os modos de entendimento, o analítico e o histórico, não se configuram como um conflito insolúvel, pois do ponto de vista da hermenêutica é justamente através da tensão entre as perspectivas presentista e historicista que ocorre o verdadeiro entendimento.

Palavras-chave


histórias da teoria musical, hermenêutica, análise musical.

Texto completo:

PDF


Index: LAPTOC: Latin American Periodicals Tables of Contents; Latindex.