RUMBA LINGALA E A REVOLUÇÃO NA NACIONALIDADE

Jesse Samba Wheeler

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir as relações entre um gênero de música e a situação política do Congo Belge e do Moyen-Congo Français nas décadas de 1930, 1940 e 1950, período volátil aproximando independência. Abrangendo questões diversas, como tecnologia, língua, e estilo de desempenho, este artigo propõe que o gênero musical chamado ”Rumba Lingala”, inventado nas grandes cidades e centros comerciais, tais como Léopoldville (Kinshasa) e Brazzaville, e influenciado por música estrangeira, particularmente a de Cuba,
tenha sido revolucionário no jeito de pensar sobre si. Apesar dos músicos terem utilizado elementos estrangeiros na criação deste novo estilo musical - e talvez por isto mesmo - a música gerou uma forte mudança na consciência de comunidade congolesa, fornecendo uma nova maneira de conceber a nação, fator necessário na mobilização do povo na luta por independência.

Palavras-chave


Música popular; Nação; Comunidade; África; Congo; Cuba;

Texto completo:

PDF


Index: LAPTOC: Latin American Periodicals Tables of Contents; Latindex.