ALGUMAS PALAVRAS SOBRE METÁFORA E INTERPRETAÇÃO MUSICAL

Maria Cristina Futuro Bittencourt

Resumo


Visamos neste artigo oferecer
consistência às palavras dos intérpretes
musicistas como fonte para a compreensão
da realidade interpretativa musical,
através da noção de imagem-nua,
desenvolvida pelo fi lósofo José Gil, em
sua obra A imagem-nua e as pequenas
percepções. Nessa obra, o autor começa
por apresentar a noção de imagem-nua
estrategicamente por intermédio de uma
interpretação do laço que une os títulos às
obras de M. Duchamp, e através de uma
argumentação essencialmente fi losófi ca.
Fazemos, então, um paralelo entre as inscrições
verbais às obras de M. Duchamp e
as metáforas usadas por intérpretes para
falar ora de seu trabalho, ora de obras
musicais, ora apondo sub-títulos a elas; a
ausência de correspondência entre uma
obra musical e seu título, sub-título ou
expressão verbal constitui um vazio preenchido
pela dinâmica musical, sempre
em tensa relação com o universo verbal.

Palavras-chave


Interpretação Musical, Imaginação, Expressão verbal.

Texto completo:

PDF


Index: LAPTOC: Latin American Periodicals Tables of Contents; Latindex.