Desenvolvimento indiano a partir das reformas macroeconômicas de 1990

Jacqueline A. Haffner, Ariane Bayer de Oliveira, Francisco Tuhtenhagen Jr

Resumo


O artigo analisa a construção política indiana desde a dominação britânica, durante o colonialismo, e as reformas macroeconômicas ocorridas na Índia, principalmente, a partir de 1990, explicitando as principais modificações na condução político-econômica introduzidas por Indira Gandhi e por seu sucessor, Rajiv Gandhi, ainda na década de 1980. A partir dessa análise, o presente trabalho conclui que a emergência econômica indiana no século XXI é um produto do conjunto de reformas iniciadas nos anos 80 com o objetivo de ampliar a liberalização econômica, a abertura comercial e os investimentos diretos estrangeiros (IDE) no país. Finalmente, demonstra-se a necessidade de continuidade e aperfeiçoamento dessas mundanças a fim de que o país alcance um crescimento sócio-econômico e um desenvolvimento industrial sustentável.


Palavras-chave


Índia, Reformas Macroeconômicas, Abertura Comercial, IDE, Crescimento Econômico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.18323



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS