GERENCIAMENTO TRIBUTÁRIO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS: UMA ANÁLISE DO REGIME TRIBUTÁRIO DE TRANSIÇÃO (RTT) VERSUS REGIME TRIBUTÁRIO DEFINITIVO (RTD)

Caritsa Scartaty Moreira, Jocykleber Meireles de Souza, Anailson Marcio Gomes

Resumo


O presente estudo tem por objeito verificar se houve aumento do nível de gerenciamento tributário adotado pelas companhias brasileiras quando da adoção do RTD em comparação com o RTT. Para tanto, a pesquisa procedeu-se como descritiva, cujo período em análise foi de 2010 a 2013, considerando que foi o período obrigatório para as entidades adotaram o RTT, e de 2015 a 2016 foi a adoção obrigatória pelas empresas ao RTD. Os dados foram obtidos através do banco de dados da Bloomberg® e do Formulário de Referência disponível no sítio eletrônico da B3. Assim, a amostra final foi composta de 79 empresas e para atingir o objetivo, utilizou-se da estatística descritiva e do teste não-paramétrico de Wilcoxon. Os resultados da pesquisa demonstram que as empresas aumentam o nível de gerenciamento tributário com a adoção do RTD em comparação ao RTT.

Palavras-chave


Regime tributário transitório; Regime tributário definitivo; Gerencimento tributario

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS