ANÁLISE DE SENSIBILIDADE PARA O RETORNO SOBRE O PATRIMÔNIO LÍQUIDO DAS EMPRESAS DO SETOR DE EXPLORAÇÃO DE IMÓVEIS UTILIZANDO SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO

Autores

  • Murilo De Mello Souza
  • Roni Cleber Bonizio Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

Palavras-chave:

Retorno sobre o patrimônio líquido, Análise de sensibilidade, Simulação de Monte Carlo

Resumo

Este trabalho tem por objetivo mensurar e analisar os inputs presentes nas demonstrações contábeis que mais sensibilizam o ROE das empresas do setor de exploração de imóveis listadas na B3. Para isso foi realizado um levantamento bibliográfico sobre o ROE e todos os demais que estão envolvidos em sua apuração. Em seguida, foram coletadas, no banco de dados do software Economatica®, as demonstrações contábeis trimestrais do período entre 2010 e 2015 para as doze empresas listadas neste setor. A partir desta base de dados, foi realizada uma Simulação de Monte Carlo com 100.000 iterações para cada variável envolvida no cálculo do ROE e assim produzida uma estatística descritiva, para identificar a sensibilidade de cada variável sobre o ROE, gerando um ranking dos inputs mais relevantes no ROE de cada empresa. Foram encontrados como principais inputs: faturamento, custo do produto vendido e despesas operacionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roni Cleber Bonizio, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo

Professor do departamento de Contabilidade da FEARP-USP na área de Controladoria.

Downloads

Publicado

2019-08-28

Como Citar

SOUZA, M. D. M.; BONIZIO, R. C. ANÁLISE DE SENSIBILIDADE PARA O RETORNO SOBRE O PATRIMÔNIO LÍQUIDO DAS EMPRESAS DO SETOR DE EXPLORAÇÃO DE IMÓVEIS UTILIZANDO SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO. ConTexto - Contabilidade em Texto, Porto Alegre, v. 19, n. 42, 2019. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/ConTexto/article/view/84784. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos