ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS DOS DIRETÓRIOS NACIONAIS DOS PARTIDOS POLÍTICOS BRASILEIROS

Autores

  • Mariana Manfroi da Silva Bonotto Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Laura de Oliveira Hingel Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Palavras-chave:

Partidos Políticos, Prestação de contas, Contabilidade Partidária, Transparência

Resumo

O presente artigo buscou analisar o grau de transparência da contabilidade dos partidos políticos referente ao exercício de 2015, apresentada através da prestação de contas anuais dos diretórios nacionais, disponíveis na página da internet do Tribunal Superior Eleitoral com base na legislação vigente. Para a avaliar o grau de transparência foi construído um modelo a partir da Metodologia Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista, utilizando a legislação aplicável à contabilidade dos partidos políticos. A pesquisa caracteriza-se como qualitativa - quantitativa documental. Os partidos devem ter contas transparentes, pois é através deles que se materializa a representação popular, além disso a necessidade de prestação de contas e transparência da contabilidade partidária se dá pelo fato de ter suas origens constituídas desde recursos próprios, contribuições e doações até recursos públicos. Esse tema ganha importância em função da pouca exploração do assunto em pesquisas na área, necessitando valorização. Os resultados obtidos evidenciaram que o grau de transparência da contabilidade dos partidos políticos ainda está em estágio neutro e, para que atinja um grau de maior satisfação, considerado bom em termos de transparência de acordo com o modelo proposto, necessita-se de atenção aos requisitos legais que tornam mais completas as informações exigidas. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Manfroi da Silva Bonotto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS (2008), mestrado em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS (2012). Atualmente é Coordenadora e Professora do curso de Graduação em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e de Pós Graduação. Foi sócia em escritório de assessoria contábil com atuação societária, tributária, de recursos humanos e consultoria patrimonial. Experiência como auditora externa em firma mundial (Big Four) com atuação em SAs dos setores financeiro, de energia elétrica, varejista e industrial onde participou de trabalhos em IFRS, USGAAP e SOX.

Laura de Oliveira Hingel, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Bacharel em ciências contábeis pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Estágio realizado na seção de contas partidárias e eleitorais no TRE-RS de 2013 a 2014. Atualmente trabalhando como auditora na KPMG Auditores Independentes desde 2015. Registro no CRC-RS 098654/O-2.

Downloads

Publicado

2020-02-21

Como Citar

BONOTTO, M. M. da S.; HINGEL, L. de O. ANÁLISE DAS INFORMAÇÕES CONTÁBEIS DOS DIRETÓRIOS NACIONAIS DOS PARTIDOS POLÍTICOS BRASILEIROS. ConTexto - Contabilidade em Texto, Porto Alegre, v. 20, n. 44, 2020. Disponível em: https://www.seer.ufrgs.br/index.php/ConTexto/article/view/76949. Acesso em: 5 out. 2022.

Edição

Seção

Artigos