EVIDENCIAÇÃO DOS ATIVOS BIOLÓGICOS NAS MELHORES E MAIORES EMPRESAS DO SETOR DE CELULOSE E PAPEL: UMA COMPARAÇÃO ENTRE EMPRESAS ABERTAS E FECHADAS

Evelini Lauri Morri Garcia, Simone Leticia Raimundini Sanches, Deisy Cristina Correa Igarashi

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar o nível de evidenciação acerca dos ativos biológicos das melhores e maiores empresas abertas e fechadas do setor de celulose e papel no período de 2010 a 2013. A observação deste período permite avaliar se houve aumento do nível de comunicação das informações relativas aos ativos biológicos em empresas abertas e fechadas. A definição das unidades de análise foi pautada no ranking das empresas listadas pela Revista Melhores e Maiores 2013, especificamente no setor de celulose e papel e investigou as notas explicativas e os sites de 6 empresas nos anos 2010 a 2013, sendo 4 companhias abertas e 2 companhias fechadas. Os resultados obtidos indicam que a divulgação compulsória não atendeu todos os requisitos do CPC 29 e CPC 46, tanto pelas empresas abertas quanto pelas empresas fechadas. A evidenciação voluntária foi observada em maior nível por empresas de ambas as estruturas societárias. Foi constatado que a estrutura societária não é fator determinante para o nível de evidenciação compulsória e voluntária dos ativos biológicos e que não houve melhoria significativa na divulgação ao longo do período analisado. Os achados contribuem com as pesquisas acerca das práticas de divulgação, particularmente quanto aos aspectos da discricionariedade e da eficiência.


Palavras-chave


Empresas abertas; Empresas fechadas; Evidenciação; Ativo biológico.

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS