ESTIMAÇÃO DOS INVESTIMENTOS NA AVALIAÇÃO DE EMPRESAS NO BRASIL: UMA ANÁLISE DE ADERÊNCIA ENTRE A TEORIA E A PRÁTICA DE MERCADO

Vitória Estanilau de Aguiar Fernandes, Moisés Ferreira da Cunha, Camila Araújo Machado, Michele Rilany Rodrigues Machado

Resumo


O processo de avaliação de empresas é fortemente praticado e discutido por teóricos e investidores no mercado de capitais. A mensuração da taxa de investimento é uma das etapas relevantes nesse processo, visto que as empresas buscam maximizar o seu valor de mercado a partir de elevados retornos sobre suas decisões de investimento. Este trabalho tem como objetivo central verificar se no Brasil existe aderência entre a teoria e as práticas do mercado no que tange ao processo de estimação dos investimentos em capital fixo e de giro e da taxa de investimento. A pesquisa também traz uma análise entre a aderência das projeções de investimentos nos laudos de avaliação de empresas e o que foi realizado nas demonstrações contábeis publicadas. Quanto aos métodos adotados, com o intuito de atingir o propósito desta pesquisa, optou-se por um estudo descritivo e uma pesquisa quantitativa, nos quais foi aplicado o teste de diferença de médias. Para verificar a teoria, utilizou-se como fonte bibliográfica a contribuição de diversos autores sobre o assunto. Foi realizada uma revisão bibliográfica a partir de livros, artigos e sites específicos. Para verificar a prática do mercado brasileiro, realizou-se uma pesquisa documental através da investigação dos laudos de avaliação das companhias, os quais são apresentados como requisito às ofertas públicas de aquisição de ações (OPA) e estavam disponíveis no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Para a análise de aderência entre as projeções e o realizado, foram utilizados os dados coletados na economática. Duas amostras foram verificadas, e, a partir dos testes realizados, pode-se verificar a contribuição e a credibilidade das informações geradas pelas avaliações de empresas no Brasil.


Palavras-chave


Avaliação de empresas; Investimento em fixo (Capex); Investimento em giro; Taxa de investimento

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS