TEORIA INSTITUCIONAL: ESTUDO BIBLIOMÉTRICO EM ANAIS DE CONGRESSOS E PERIÓDICOS CIENTÍFICOS

Autores

  • João Estevão Barbosa Neto Universidade Federal de Minas Gerais
  • Romualdo Douglas Colauto Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

Teoria institucional, Pesquisa em Contabilidade, Bibliometria.

Resumo

A teoria institucional é uma abordagem sociológica que recentemente tem despertado a atenção dos pesquisadores na área das Ciências Contábeis no Brasil. Nesse sentido, o presente trabalho tem como objetivo identificar a produção científica na área de Contabilidade que contenha a abordagem institucional como plataforma teórica. A pesquisa foi realizada com base nas publicações dos três principais congressos nacionais da área contábil e em cinco periódicos científicos, que poderiam conter publicações sobre o tema no Brasil. O estudo se classifica como descritivo e utiliza análise bibliométrica. Os achados mostram que no triênio de 2006-2008 foram divulgados apenas 19 artigos tratando do assunto, sendo 11 publicados em periódicos científicos e 8 apresentados em anais de congressos. Embora os estudos sobre o tema sejam incipientes no Brasil, o volume de trabalho tem aumentado ao longo do período analisado. Verificou-se, ainda, que os trabalhos se concentram em poucas instituições de ensino, localizadas no sul e sudeste do Brasil; que utilizam pesquisas teóricas como a principal estratégia metodológica; que os referenciais bibliográficos são predominantemente estrangeiros; e que o foco dos trabalhos buscam analisar a institucionalização de práticas contábeis gerenciais nas organizações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Estevão Barbosa Neto, Universidade Federal de Minas Gerais

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Viçosa (2008). Atualmente é aluno do Programa de Mestrado em Ciências Contábeis da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Realizou Estágio Docente de Pós-Graduação na disciplina de Análise de Demonstrações Financeiras I oferecida para o curso de Ciências Contábeis na UFMG. É integrante do GEPEC - Grupo de Estudos sobre Pesquisas e Educação Contábil UFMG. Tem atuado nas seguintes áreas temáticas: Ensino e Pesquisa em Contabilidade, Contabilidade Societária, Análise Financeira de Empresas, Contabilidade Pública, Contabilidade de Custos e Controladoria.

Romualdo Douglas Colauto, Universidade Federal do Paraná

Doutor e Mestre em Engenharia de Produção na Área de Gestão de Negócios pela UFSC (2005); Especialista em Consultoria Empresarial pela Faculdade Estadual de Ciências Econômica de Apucarana-Paraná (1999); Graduado em Ciências Contábeis pela Faculdade Estadual de Ciências Econômica de Apucarana-Paraná (1993); Graduado em Letras pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Jandaia do Sul (1998). De 1990 a 2001 ocupou cargos Executivos em Entidade Filantrópica do Terceiro Setor no Estado do Paraná. De 2002 a 2005 foi Coordenador de Curso de Graduação em Ciências Contábeis em Instituição de Ensino Superior Privada na cidade de Florianópolis-SC. Desde 2006 é Professor Adjunto em regime de Dedicação Exclusiva da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Departamento de Ciências Contábeis. Na UFMG, foi Coordenador do Programa de Mestrado em Ciências Contábeis de 2006 a 2009; Editor Científico da Revista de Contabilidade Vista & Revista de 2006 a 2008; Atualmente é Membro do Conselho Diretor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais; Coordenador do Núcleo de Estudo e Pesquisa em Controladoria - NESCON financiado pela FAPEMIG-MG e Professor Permanente e Membro do Colegiado do Programa de Mestrado em Ciências Contábeis. No Conselho Regional de Contabilidade de Minas Gerais é Membro da Comissão de Ensino e Pesquisa. Possui 5 capítulos de livros publicados pela Editora Atlas; 31 artigos publicados em Periódicos Nacionais; 65 artigos publicados em Anais de Congressos Nacionais e Internacionais. Em 2002 recebeu prêmio do ENANPAD na área de Controladoria e Contabilidade. Em 2003 recebeu menção honrosa do na mesma área. Atua com as disciplinas de Métodos e Técnicas de Pesquisa, Contabilidade Financeira, Custos e Controladoria, Teoria da Contabilidade. Em suas atividades científicas interagiu com 58 colaboradores em co-autorias de trabalhos científicos. No Lattes os termos mais freqüentes na contextualização da produção científica são: Accruals, Custos, Controladoria, Gestão do Conhecimento, Controles de Gestão.

Downloads

Publicado

2010-09-10