ESTRUTURA DE CAPITAIS E SEUS FATORES DETERMINANTES NO BRASIL

Paulino Ramos Rodrigues, Gilberto de Oliveira Kloeckner

Resumo


O presente artigo tem como objetivo analisar o comportamento das empresas brasileiras em relação às suas estruturas de capitais, mais especificamente, verificar se os níveis de endividamento adotados são aleatórios ou determinados por políticas ou variáveis específicas. Os testes foram efetuados sobre uma amostra de 77 empresas negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, com dados relativos ao período 1995-2002. Da análise realizada, quatro dos dezesseis regressores utilizados apresentam significância estatística de 99% de confiança em todos os modelos considerados, os quais são: tangibilidade dos ativos, oportunidades de crescimento, rentabilidade e déficit de caixa. Tendo em vista os resultados obtidos, pode-se sugerir que, para a amostra selecionada, a hierarquização das fontes de financiamento – pecking order - é, das teorias abordadas neste artigo, a que melhor explica o endividamento das empresas.

Palavras-chave


Estrutura de Capitais. Estrutura de Capitais no Brasil. Fatores Determinante de Estrutura de Capitais.

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS