IMPACTO DA GOVERNANÇA CORPORATIVA NO DISCLOSURE DE PASSIVOS CONTINGENTES DE EMPRESAS ABERTAS

Alex Ferreira Lopes, Thamirys de Sousa Correia

Resumo


O estudo teve como objetivo principal verificar a relação da Governança Corporativa com o disclosure de passivos contingentes das 50 empresas de capital aberto que mais negociaram ações de 2010 a 2017 no Brasil. O referencial teórico abordou temas como Disclosure, Passivos Contingentes e Governança Corporativa (Conselho de Administração). Os dados foram coletados a partir da base de dados da Comdinheiro e das demonstrações financeiras das empresas acerca das categorias que apresentam as características dos passivos contingentes. Como resultado, foi identificado que a independência do Conselho de Administração influencia na natureza de divulgação de passivos contingentes e o Tamanho do Conselho de Administração e o número de Reuniões do Conselho impactam no saldo de valores de passivos contingentes (Ambiental; Cível; Trabalhista; Tributário; Garantias), disponibilizados em Notas Explicativas. Ou seja, a principal contribuição é a verificação de que para o período e amostra analisada determinadas características do Conselho de Administração influenciam na divulgação de Passivos Contingentes. 


Palavras-chave


Passivos Contingentes

Texto completo:

PDF


 
 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores

  PROPESQ   PROPESQ    PROPESQ 

  PROPESQ  PROPESQ     PROPESQ

Spell  

 
.........................................................................................................................................................................................................................

ConTexto - Revista do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade da UFRGS - E-ISSN: 2175-8751

         UFRGS