Desenvolvimento de conceitos científicos nos Anos Iniciais: movimentos na/pela linguagem

Débora Ferrari Martinez

Resumo


Neste artigo, analisamos os processos de aquisição do conhecimento científico em propostas envolvendo produção oral e escrita, na esfera escolar. Situamos nosso debate dentro da perspectiva sócio-histórica, compreendendo que o desenvolvimento e a aprendizagem estão em constante interlocução. No intuito de demonstrar como as crianças protagonizam o desenvolvimento de formação de conceitos, trazemos registros de observação de uma sala de aula de segundo ano do Ensino Fundamental. Concluímos que quando a ênfase pedagógica é posta no aspecto relacional dos sujeitos com a linguagem e destes entre si, no processo de elaboração conceitual, os conhecimentos acabam construídos em um plano de “negociação” de sentidos, no qual a condição do aluno que aprende se define na interlocução com colegas e professoras na busca potencial para os sentidos dos objetos em aprendizagem.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.98854

Direitos autorais 2020

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento