GÊNEROS DISCURSIVOS EM SALA DE AULA: UMA ALTERNATIVA PARA MELHORAR A LEITURA E A ESCRITA NA EJA - ENSINO MÉDIO

Autores

  • Soeli Aparecida Rossi de Arruda UFMT

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.9016

Palavras-chave:

gêneros discursivos, leitura, escrita.

Resumo

RESUMO: Na esfera escolar, quando se pensa no ensino de leitura e escrita, especialmente na Educação de Jovens e Adultos, os professores de Língua Portuguesa, ainda, se deparam com a falta de materiais que dêem sustentação teórica para sua prática de ensino da língua materna, na perspectiva dos gêneros discursivos que visem às diferentes práticas sociais. Em virtude de o trabalho com a noção de gênero discursivo ser recente e estar se expandindo, verifica-se a necessidade de pesquisas voltadas a refletir sobre a prática pedagógica na EJA – E. M. Assim, objetivamos discutir se o trabalho desenvolvido na prática de sala de aula condiz com a proposta dos PCNEM e OCEM e identificar as dificuldades mais comuns para se trabalhar a leitura e a escrita na EJA. Nesse sentido, buscamos trazer algumas contribuições teóricas na perspectiva de Bakhtin (1929; 1952-1953) Schneuwly e Dolz (2004); Rojo (2000; 2003) Brait (2005, 2006), Petroni (2008), Vygotsky (1935), dentre outros.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Soeli Aparecida Rossi de Arruda, UFMT

Professora mestranda em Estudos Linguísticos pela UFMT. Trabalha com as práticas pedagógicas de leitura e escrita na perspectiva bakhtiniana. Depto de Letras/UNEMAT

Downloads

Publicado

2009-05-27