Rememorando aspectos de vivências matemáticas

IDEMAR VIZOLLI

Resumo


RESUMO: Nesse artigo apresenta-se recortes de vivências como aluno, professor e pesquisador em Educação Matemática. Valemo-nos de aspectos da matemática experienciada na vida cotidiana de uma família de agricultores, no processo de escolarização em EJA e no Ensino Regular. Tais experiências indicam que as pessoas com pouca escolarização buscam referentes em situações do contexto social para solucionar problemas que envolvem conceitos matemáticos (mundo do trabalho, comercialização de produtos, transações financeiras) e apóiam seus raciocínios em situações matemáticas que lhes são conhecidas (taxas percentuais múltiplas de 5% ou 10%, metade, decomposição das quantidades, estimativa e cálculo mental). Os resultados permitem dizer que se faz mister que o processo de escolarização valorize e respeite os conhecimentos produzidos nos contextos culturais e os leve em consideração quando do processo de ensino e aprendizagem.

Palavras chave: Problemas matemáticos, conhecimentos matemáticos, processo de solução de problemas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.6790

Direitos autorais 2008

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento