Caminhos para o bem-estar docente através da contação de histórias

Janaina Cé Rossoni, Denise Regina Quaresma da Silva

Resumo


Este artigo versa sobre o bem-estar docente e objetiva refletir sobre a contribuição da contação de histórias no desencadeamento de situações promotoras de motivação e satisfação. A abordagem metodológica é de cunho qualitativo, descritivo, pautando-se no relato de três oficinas oferecidas a docentes e graduandos/as da cidade de Canoas/RS. Nossa reflexão leva em consideração pressupostos teóricos advindos dos estudos de Nóvoa (2007), Pocinho e Capelo (2009) e Jesus (2012), entre outros. A partir dos relatos dos/as participantes é possível constatar que o sentimento de mal-estar não permeia a fala dos/as graduandos/as do curso de Letras, porém se faz presente no discurso de professores atuantes na rede pública. Percebemos que a contação de histórias direcionada às histórias pessoais, alheias e coletivas promove um desencadeamento de estratégias de produção de sentido e, consequente, situações de bem-estar docente.

Palavras-chave


Educação Básica

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.43444

Direitos autorais 2013

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento