Formação inicial de professores reflexões na ação prática de sala de aula

Autores

  • Catiusa Kuchak Rosin Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande UNIJUÍ
  • Eva Teresinha de Oliveira Boff UNIJUÍ- Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul
  • Maria Cristina Pansera de Araújo UNIJUÍ- Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.22456/2595-4377.27203

Palavras-chave:

Formação docente, Situação de estudo, Estágio curricular.

Resumo

Este artigo focaliza a formação inicial de licenciandos e sua articulação com professores formadores da universidade e professores de educação básica de uma Escola Pública de Ijuí. Defende-se que a parceria entre estes três grupos de sujeitos contribui para superação da concepção epistemológica com base na racionalidade técnica, que considera o professor apenas um técnico que transmite conhecimentos produzidos por outros e, os alunos representam meros objetos onde se depositam informações. Como estratégia de mobilização desses sujeitos e de produção de saberes inerentes à formação docente, desenvolveu-se uma proposta de organização do currículo escolar, denominada Situação de Estudo (SE). A proposta visa desenvolver os conteúdos de Ciências a partir de situações reais, de vivência cotidiana dos estudantes. Analisam-se os conceitos de biologia abordados no decorrer do desenvolvimento da SE: Conhecendo o câncer- um caminho para vida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-05-14

Edição

Seção

Relatos de Experiência