Possibilidades de ensino do Basquetebol para alunos com deficiência visual

Silas Alberto Garcia, Weverton Ferreira Silva, Gabriel Carvalho Bungenstab

Resumo


O objetivo deste texto é apresentar uma proposta de unidade didática para o ensino do Basquetebol nas aulas de Educação Física escolar para alunos com deficiência visual. Para tal, o presente texto faz uma breve análise sobre o ensino do Basquetebol a partir de um modelo tradicional que tem como foco a aprendizagem técnica e um modelo global que privilegia, também, características táticas e cognitivas de quem joga. Metodologia: propomos a construção de uma unidade didática de 10 aulas para o ensino de fundamentos técnicos e de noções táticas do Basquetebol destinada para alunos da segunda fase do ensino fundamental em diante que tenham deficiência visual. Nesse ponto, a discussão sobre a proposta apresentada sugere que um olhar voltado para as novas possibilidades esportivas de inclusão na escola podem ampliar nossa visão, nos munindo de ferramentas para uma educação mais humana e crítica. Por fim, conclui-se que: 1) aprender Basquetebol na escola é um direito de todo aluno e é possível ensinar Basquetebol para alunos deficientes visuais e, 2) o modelo tradicional de ensino torna-se válido na medida em que possibilita uma maior experiência tátil desses alunos.


Palavras-chave


Educação Física. Basquetebol. Deficiência Visual

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.114004

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento