Jovens Funkeiros Cults: uma análise sobre a relação do funk com a literatura e o acesso à cultura no Brasil

Giovanna Medeiros Torres, Ana Paula Menezes Paula Menezes

Resumo


O presente ensaio propõeanalisar a aplicação do funk como ferramenta pedagógica para o ensino de literatura, bem como as influênciasidentitárias daqueles e daquelas que se identificam como funkeiros. Para embasamento, usaremos as postagens da páginaFunkeiros Cults que tem servido como um significativo difusor cultural da literatura no Brasil por meio do uso das redes sociais e das novas tecnologias, atingindo principalmente o público jovem, com enfoque especial à juventude moradora de periferia e de baixa renda. Por meio da criação de memes, a página inova ao disseminar postagens acerca das principais obras não só da literatura brasileira, mas também em âmbito mundial, e traz para o debate questões sobre acesso à cultura no Brasil e o lugar do funk na educação periférica. Buscamos, também, analisar o fenômeno do “funk motivação”, considerando-o um dos principais agentes responsáveis pela educação nas comunidades e pela instrução infantojuvenil, utilizando como objeto empírico uma música do subgênero, denominada Ilusão “Cracolândia”, no objetivo de propor um debate sobre o alcance musical dessa categoria e sua importância nos lugares onde o Estado não chega, além de discutir maneiras levar a música popular para dentro dos espaços escolares, potencializando o processo de ensino-aprendizagem da juventude brasileira.


Palavras-chave


Funkeiros Cults; Literatura; Funk.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2595-4377.111273

Direitos autorais 2021

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

ISSN 0103-6041
ISSN 2595-4377 (online)


Indexadores

Apoio e fomento